1- Nossa atenção é seletiva e cada um vê coisas diferentes em um mesmo local

procure

Foto: Divulgação

“Experimentos com cegueira por desatenção continuam a provar que a percepção consciente requer atenção, e que a atenção é seletiva.” (pg 48)

“Parece óbvio que todos nós vemos as coisas de forma diferente. Todavia, esquecemos disso constantemente (…) sabendo agora que somos todos suscetíveis a cegueira por desatenção e outros erros perceptuais, não podemos pressupor que outras pessoas veem o que nós vemos, que nós vemos o que elas veem, ou que qualquer um de nós vê com precisão o que de fato está ali, na cena.” (pg 60).

Leia o livro Inteligência Visual – compre aqui com desconto

Veja também: Exercitando sua inteligência visual


2- Busque fatos objetivos, evite a subjetividade

Look ahead

Foto: Divulgação

“Ao buscar fatos, precisamos separa as descobertas subjetivas das objetivas.” (pg 71)

 “A importância da descrição objetiva aplica-se igualmente a coisas aparentemente inconsequentes da vida, tais como um pedido de cappuccino. Fazer com que ele venha do jeito certo requer um pedido descritivo acurado que começa com o freguês, continua com o atendente e termina com o encarregado de tirar o café.” (pg 95)

“ ‘pequeno’ é subjetivo, ‘dois centímetros de diâmetro’ não.” (pg 96)

Leia: Por que fazemos o que fazemos?





3- Cuidado com os filtros perceptuais

Opening eyes

Foto: Divulgação

“Os filtros perceptuais às vezes fazem com que nossos cérebros tratem suposições como fatos.” (pg 82)

“Para reunir dados com sucesso a partir do que observamos, não podemos presumir nada. (…) Da mesma forma, agir cedo ou rápido demais em muitas situações – implantar uma solução para um problema comercial, repreender um empregado, sair de um relacionamento – sem confirmação dos fatos pode ser prejudicial, e por vezes fatal.” (pg 84)

“Nosso cérebro automaticamente filtra o que está à nossa volta e permite que apenas uma pequena porcentagem de informação atravesse para nos proteger de uma sobrecarga que do contrário poderia nos paralisar.” (pg 107)


4- Fique atento: nosso cérebro preenche lacunas automaticamente

150 MDA3NS0wOEpVTkUuanBn

Foto: Divulgação

“organização instantânea de dados, mesmo com o que sabemos ser informações incompletas, só é possível porque nossos cérebros são constituídos para preencher automaticamente as lacunas para nós. Que posasmos msemo asism lre plarava cmo lteras ebmaralhadsa e cm vgs fltnd sm perder o sentido é prova disso. Esta capacidade explica bem por que as mensagens de texto substituíram o falar como forma mais comum de comunicação cotidiana; historicamente, ela contribuiu para nossa sobrevivência.” (pg 108)

Veja também: Como mudar hábitos em 4 passos – aplicando os conceitos do livro O Poder do Hábito.


5- A atenção aos detalhes faz toda a diferença

“O domínio dos detalhes dará a você uma base competitiva. Meticulosidade e consideração não são valores essenciais para todo mundo, e se você fizer deles uma prioridade, eles poderão ajuda-lo a sobressair da multidão que simplesmente não lhes dá importância.” (pg 110)

“Focar as coisas que outros não veem pode ser a diferença entre o sucesso e o fracasso em todos os campos” (pg 111)

“Não podemos consertar alguma coisa se não sabemos que está quebrada.” (pg 113)

“Na busca pelo quadro geral, lembre-se de não perder de vista os pequenos detalhes.” (pg 296)

Lei mais em: O Poder do Subconsciente.


 7- Tenha foco

Competitive advantage, strategic marketing concept

Foto: Divulgação

“Para evitar esse escoamento cerebral resultante das multitarefas, concentre-se em vez disso em uma tarefa apenas de cada vez. (…) Deixe outras distorções de lado, feche o computador, ignore o telefone e simplesmente observe” (pg 119)


 8- Seja objetivo e escolha o conteúdo da mensagem com cuidado

“A diferença entre a palavra quase certa e a palavra certa é realmente importante – é a diferença entre um vagalume e um raio. – Mark Twain” (pg 191)

“Para ‘pintar um quadro em branco’ do que vemos, temos primeiro que perceber que estamos começando com uma tela em branco. Só aquilo que colocamos com propósito na tela é que será ‘visto’ por outros. Não devemos deixa-la vazia ou incompleta; ao contrário, devemos preenche-la com fatos acurados, objetivos, descritivos” (pgs 125-126)

 “O modo mais fácil de garantir que estamos nos comunicando com objetividade é escolher conscientemente palavras objetivas. Infalíveis, palavras objetivas sempre seguras incluem números, cores, tamanho, sons, posição, localização, materiais e tempo. Em vez de dizer ‘demais’, dê a quantidade real. Em vez de ‘grande’, inclua uma medida, estimativa ou comparação.” (pg 200)


9- 93% do impacto de uma mensagem não é baseado em palavras

Young brothers talking with tin can telephone on grunge backgrou

Foto: Divulgação

“A primeira coisa à qual devemos prestar atenção é como emoldurar a nossa mensagem com a linguagem corporal e comunicação não verbal. (…) ‘o impacto de uma mensagem é cerca de 7% verbal (só palavras), 38% vocal (incluindo tom de voz, inflexão e outros tons) e 55% não verbal’. Como uma moldura gigante, dourada, que ofusca uma obra de arte sutil, nosso tom, expressão facial e postura podem modificar a maneira como alguém recebe nossa mensagem.” (pg 221)

Lei também: A Linguagem Corporal no Trabalho – como se comunicar melhor, causar uma boa impressão e se destacar em sua carreira.





10- Verdadeiros líderes  conseguem conversar sobre temas desconfortáveis com facilidade e naturalidade

male orchestra conductor

Foto: Divulgação

“Não podemos deixar que o nosso desconforto supere a nossa necessidade de observar e ter consciência. (…)  Verdadeiros líderes conseguem conduzir uma conversa desconfortável (…). Eles sabem como digerir e transmitir uma notícia ruim sem exibir subjetividade ou emoção, mesmo que não gostem.” (pgs 234, 241)

Veja também nosso post de Como mudar hábitos em 4 passos – aplicando os conceitos do livro O Poder do Hábito.


Veja também:


Ficha técnica: Livro Inteligência visual – aprenda a arte da percepção e mude sua
inteligenciavisual

  • Título original: Visual Intelligence (Sharpen Your Percepction, Change Your Life)
  • Autora: Amy E. Herman
  •  Editora: Zahar
  • Páginas: 336
  • 1a. Edição – 2016
    compre com desconto

 

Comments

comments

Escrito por Leia um Livro